às 17:13:00

A importância do exercício físico para a saúde mental

Prática regular proporciona sensação de bem estar e relaxamento.

De acordo com a OMS, os Brasil está entre os países mais ansiosos do mundo e segundo o IBGE, a obesidade atinge um em cada quatro adultos brasileiros. Isso mostra que a taxa de sedentarismo está em alta. Para ter qualidade vida é necessário encontrar o equilíbrio entre o corpo e a mente. A prática regular de atividade física é essencial tanto para a saúde física quanto para a saúde mental, pois além de ajudar a prevenir doenças, proporciona a sensação de bem estar e relaxamento.

Para falar sobre os benefícios do exercício físico para a saúde mental, convidamos a Dra. Yúla Meneses, que é professora do curso de Educação Física do Uninovafapi, vice presidente do Conselho Regional de Educação física no Piauí e delegada Adjunta da Federação Internacional de Educação física.

Ao falar de vida sedentária, Yúla cita algumas das principais desculpas que as pessoas dão para não se engajar em um programa de exercícios físicos: Falta de tempo; Não ter aptidão; Distância de casa; entre outras. “Desta forma você assume os riscos que aumentam o percentual da população brasileira adulta que não prática exercícios físicos, 14%, de acordo com o Ministério da Saúde. Já a OMS,  em 2018, apontou 83% de adultos jovens que estão insuficientemente ativos e com isso, propensos a desenvolver doenças crônicas na idade adulta”, pontua.

A professora ressalta que o sedentarismo leva a maiores índices de ansiedade, contribuindo para baixa autoestima, baixa imunidade, irritabilidade, mal humor e depressão. “O exercício físico regular, com no mínimo três sessões semanais, influência positivamente o cérebro liberando hormônios do prazer e bem estar, como dopamina, serotonina, irisina e oxitocina”, explica. A liberação desses hormônios ajuda a relaxar, reduz o estresse e a ansiedade,  melhora o humor e assim gera mais qualidade de vida. 

Todos os tipos de exercícios são favoráveis à saúde mental. A professora sinaliza que atividades como correr e andar de bicicleta promovem estado emocional de alegria e euforia. Já os exercícios respiratórios e alongamento proporcionam bem estar, segurança, calma, confiança. “Escolha o seu programa de exercício de acordo com seus objetivos, grupo social favorável e outros fatores que venham a contribuir com a sua manutenção na atividade em frequência regular. A presença de um profissional de educação física é indispensável para lhe acompanhar”, declara Yúla.


Fonte: