às 08:41:00

GREMAU estimula docentes a melhorar o ensino centrado nas metodologias ativas

A evolução da educação está passando por ressignificações. Ter o aluno como protagonista do seu aprendizado é uma tendência mundial e muitas instituições de ensino estão adaptando suas práticas de ensino para mudar a tradicional realidade das salas de aula.

Com o objetivo de pesquisar, trocar e desenvolver experiências na prática docente centrada no aluno foi criado o Grupo de Estudo em Metodologias Ativas (GREMAU) do Uninovafapi. Atualmente, 18 professores participam do grupo e o projeto é aberto para todos os docentes do Uninovafapi.

É necessário estimular o aluno a alcançar as habilidades e competências necessárias ao cumprimento do seu papel social e profissional, em um processo de aprendizagem que lhe traga não só o conhecimento, mas também a autonomia diante das demandas do mundo contemporâneo.

O GREMAU é uma iniciativa do Núcleo de Apoio Pedagógico e Experiência Docente (NAPED), coordenado pela Profª. Elenir Figueiredo. “Estimulamos o nosso corpo docente a refletir sobre o desafio de ensinar no século XXI, apresentando uma visão geral sobre o trabalho com metodologias ativas e trazendo informações sobre o aprender e o ensinar nessa proposta”, afirma a professora.

O Grupo se propõe a promover discussões sobre as melhores formas de operacionalizar as metodologias ativas, o acompanhamento da continuidade das práticas nas disciplinas/cursos, a divulgação das atividades bem-sucedidas e reorganização das que não obtiveram bons resultados, além de selecionar práticas de ensino que podem ser transformadas ou adaptadas para projetos de extensão. “Pesquisamos, discutimos e produzimos conteúdos cuja interface seja a aplicação das Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem. Sempre em grupo, trocamos experiências e difundimos ideias, a fim de sermos multiplicadores dessa prática pedagógica”, explica Elenir.

Em relação à pesquisa, o Grupo busca o registro de boas práticas, a sistematização das ideias e procedimentos realizados, a seleção e transformação das práticas mais exitosas em pesquisas institucionais, instiga a participação em eventos, a publicação de resumos e artigos e a organização de materiais didáticos teóricos e práticos para publicação.


Fonte: