às 11:56:00

Calouros de Direito participam da Cerimônia da Capa

Evento marca o ingresso na vida acadêmica

A coordenação do curso de Direito do Centro Universitário Uninovafapi realizou ontem (3), no auditório Caneleiro, a Cerimônia da Capa, um evento simbólico que representa o início da graduação. Os alunos do primeiro período participaram com os respectivos padrinhos. Estiveram presente na mesa de honra o presidente da Ordem dos Advogados do Piauí (OAB-PI), Celso Barros Coelho Neto, o coordenador de Direito, Alexandre Augusto Batista de Lima e docentes do curso.

 

O professor Alexandre deu início a solenidade explicando sobre a história e simbologia da cerimonia, que faz parte de uma tradição portuguesa. Além disso, ressaltou a qualidade do ensino da instituição e o compromisso com a formação acadêmica.  “É com muita alegria e muito orgulho que o Uninovafapi recebe vocês para lhes apresentar o mundo acadêmico. Esse ano o curso de Direito do Uninovafapi completa 20 anos e ao longo do tempo tem se destacado como um dos melhores do Piauí pela qualidade e pela pauta específica nas três vertentes da educação: Ensino, Pesquisa e Extensão. Vocês agora fazem parte dessa história e vão levar para a vida profissional a marca desse ensino pautado não só no saber técnico, mas também no conhecimento ético, moral e de responsabilidade social”.

 

O presidente da OAB-PI também discursou incentivando e motivando os acadêmicos presentes a sempre buscar o conhecimento para entender a complexidade da ciência do Direito. “Todos são calouros, todos começam um dia. Talvez alguns fiquem pelo caminho, mas a todos aqui é dada a oportunidade de cursar o curso mais importante do nosso país, que é o curso de Direito. É o curso que abre as portas para que o cidadão comum tenha acesso a todo o sistema e toda logística do estado brasileiro.
Os estudantes de direito devem usufruir dos professores, fazer novas amizades, ganhar confiança em si mesmo, saber que cada um de nós é capaz de passar no vestibular, cumprir com nossas obrigações civis”.


Fonte: